Empresário (a) ou autônomo (a), saiba como manter as finanças sob controle.

Empresário (a) ou autônomo (a), saiba como manter as finanças sob controle.

A vida financeira de um (a) empresário (a) ou autônomo (a) é muito diferente daquela de uma pessoa que está empregada. Não há um valor fixo recebido todos os meses igualmente, há oscilações na entrada de dinheiro, assim como na saída, que depende de diversos fatores.

Claro que existem formas de se calcular e fazer previsões financeiras que ajudam na hora de planejar a vida financeira. Mesmo assim, podem ocorrer momentos em que entrará no vermelho. Se essa é sua situação atual, não se preocupe, trouxemos algumas dicas para você sair dela e conquistar a saúde financeira.

Finanças

Não misture suas contas com as contas da empresa
Um erro bastante comum dos empresários e profissionais autônomos é misturar o dinheiro da empresa com o pessoal, assim como as contas.

Essa atitude é prejudicial tanto para a empresa quanto para a vida pessoal, já que, dessa forma, não se tem um controle e nem uma real percepção do que está acontecendo.

É necessário separar bem as contas e coordená-las de forma individual. Só assim, poderá saber quais pontos devem ser melhorados para sair do vermelho.

Saiba tudo o que ganha e tudo o que gasta
Separadas as contas, é hora de saber quanto entra e quanto sai em cada uma das áreas; para isso, não há outro caminho a não ser anotar todos os ganhos e gastos.

Atualmente, existem muitos aplicativos e softwares que ajudam a controlar a vida financeira, transformando as informações em gráficos que auxiliam na tomada de decisão. Mas uma planilha simples ou um caderno já são suficientes para que você possa ter todas essas informações em mãos.
Analise as informações
Após saber para onde o dinheiro está indo, é necessário tomar algumas decisões para mudar a situação. Identifique as áreas em que pode haver economia e estabeleça metas.

Negocie as dívidas
Em primeiro lugar, você precisa saber quanto deve e os juros que incidem em cada uma das dívidas/contas. Dê preferência sempre por negociar e liquidar aquelas em que há juros maiores. Em alguns casos, é válido trocar uma dívida com juros altos por um empréstimo com juros menores, por exemplo.

Com o dinheiro economizado, é hora de pagar as dívidas. A maioria das empresas oferece condições especiais de pagamento à vista, por exemplo; por isso, sempre tente negociar. Se uma dívida for parcelada, lembre-se de incluir mais esse gasto na sua planilha.

Planeje seus gastos
Para cada área da vida e da empresa, estabeleça orçamentos de acordo com o dinheiro que tem disponível. Dessa forma, você sabe exatamente quanto pode gastar e não perde o controle.

Mude sua relação com o dinheiro
Adotar uma nova postura em relação ao dinheiro ajuda na hora de manter os gastos sobre controle. Uma dica é sempre fazer uma relação do valor de um objeto com as horas trabalhadas para comprá-lo. Dessa forma, você analisa de forma mais real quanto custa um objeto e se realmente necessita adquiri-lo.

Post de macrilan

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.